Skip to content

Raio X de alta frequência

[rank_math_breadcrumb]

Raio X de alta frequência

EQUIPAMENTO DE Raio X DE ALTA FREQUÊNCIA

Num equipamento de Raio X de alta frequência para realização de um exame, a primeira coisa que o técnico deve fazer é chamar o paciente e identificar o exame a ser realizado. Após a identificação o técnico solicita ao paciente vestir o avental (se necessário) e posiciona o mesmo no equipamento de Raio X alta frequência.

 

 

Caso o equipamento de Raio X de alta frequência seja analógico, o técnico tem que previamente pegar a quantidade de chassis necessário para realização do exame e inicia o processo de colimação da anatomia a ser radiografada no equipamento de Raio X alta frequência. Após realizadas as incidências, o técnico leva os chassis para a câmara escura onde desarma os mesmos e coloca as películas na processadora para revelação

Caso o equipamento de Raio X alta frequência seja digital o técnico procede de forma similar caso a tecnologia de digitalização do equipamento de Raio X alta frequência seja CR. A diferença é que ao invés de ir para câmara escura, ele vai para câmara clara onde fara o escaneamento dos cassetes que substituem o chassis.

Se o equipamento de Raio X alta de frequência seja digital com a tecnologia DR, o técnico procede da mesma forma para realizar as incidências de Raio X no equipamento de Raio X alta frequência, porem logo após a incidência, as imagens já estarão no workstation disponíveis para visualização e aprovação.

No equipamento de Raio X alta frequência, todo disparo é efetuado por uma chave de duplo disparo com dois estágios diferentes. O primeiro estágio é o de preparação onde o comando gerador aciona o conjunto estator e rotor da ampola até atingir a velocidade adequada (pode ser 3000 ou 8000 rpm). Após a confirmação do preparo o 2 estágio da chave libera o diparo de Raio X. que leva em geral alguns milissegundos.

Todo equipamento de Raio X de alta frequência possui sistemas independentes de controle de tempo, tensão e corrente. A corrente do equipamento de Raio X alta frequência é a corrente gerada no filamento da ampola que vai ser acelerada em direção ao anodo e com o choque gerar os fótons que são o Raio X. Quanto maior a quantidade de corrente no filamento, maior serão as interações destes elétrons no anodo e maior será o fluxo de radiação e fótons.

A Tensão do equipamento de Raio X de alta frequência é quem controla a velocidade de atração dos elétrons para o anodo e por esta razão é quem controla o poder de penetração dos fótons gerados do impacto dos elétrons no anodo. O conceito básico é, quanto maios a tensão no equipamento de Raio X de alta frequência, mais veloz será o choque dos elétrons contra o anodo e mais forte (mais penetrante será o fóton gerado na radiação).

O tempo no equipamento de Raio X alta frequência é quem determina o tempo de exposição do paciente a radiação. Quanto maior o tempo, mais escura ficará a imagem gerada. de

A dose de radiação num equipamento de Raio X de alta frequência é determinado pelo produto corrente, tempo e poderá ser obtido pela combinação de tempo, tensão e corrente do filamento aplicados. Para cada equipamento e paciente, deve-se estudar a melhor combinação que garanta qualidade de imagem e menos dose ao paciente.

Para saber mais sobre Raio X de alta frequência

Ligue para (11) 4612-1040 ou clique aqui e entre em contato por email.

Open chat
Atendimento Online!