Skip to content

Técnicas na radiologia

[rank_math_breadcrumb]

Técnicas na radiologia

No campo da radiologia, as imagens para diagnósticos são obtidas por meio de raios X, ondas sonoras ou campos magnéticos. Assim, temos diferentes técnicas de radiologia.

A radiologia usa cinco técnicas de imagens médicas: 

  • Raio X
  • Fluoroscopia
  • Tomografia computadorizada
  • Ultrassom
  • Ressonância magnética 

Nesse post, falaremos um pouco mais sobre cada uma das técnicas, como elas funcionam e suas vantagens. Acompanhe o conteúdo abaixo! 

Radiografia como técnicas de radiologia

A radiografia tira uma foto do interior do corpo. É o exame mais antigo e mais utilizado em imagens médicas, tanto para medicina quanto para odontologia, e até mesmo para a medicina veterinária. 

Esta técnica é rápida, economicamente vantajosa e, portanto, amplamente utilizada.  

Os raios X são radiações ionizantes, e a radiografia expõe o paciente a uma dose relativamente baixa de radiação em comparação com a tomografia computadorizada. 

Um exemplo bem conhecido de exame de raio-x é a mamografia. A mamografia é um exame durante o qual é feita uma radiografia da mama.  

Esse exame é realizado com um aparelho especialmente desenvolvido para esse fim, denominado mamógrafo.  

Durante a mamografia, a mama é comprimida entre duas placas: é por isso que algumas mulheres acham esse exame desagradável.  

No entanto, uma boa compressão é essencial para obter uma melhor qualidade de imagem (maior precisão de detalhes) e para que a dose de irradiação seja a mais baixa possível.  

Essa técnica de imagem médica é usada, por exemplo, no contexto do rastreamento do câncer de mama. 

Fluoroscopia 

A fluoroscopia usa raios X para produzir uma imagem em movimento do interior do corpo em uma tela em tempo real.  

Portanto, a fluoroscopia é essencial para certos exames (do sistema digestivo, por exemplo) e durante as operações. 

Tomografia computadorizada (TC) 

Assim como a radiografia, a tomografia computadorizada usa raios X, mas permite que mais imagens sejam obtidas.  

São seções transversais do corpo que juntas cobrem um volume inteiro. O paciente é, portanto, “escaneado”, daí o nome comum de “scanner” para tomografia computadorizada.  

Muitas informações são coletadas muito rapidamente. Uma TC geralmente expõe o paciente a uma dose mais alta de radiação do que um raio-x. 

Ultrassom e as técnicas de radiologia

O ultrassom usa som. A frequência desses sons é tão alta (ultrassom) que os humanos não conseguem ouvi-los. As imagens são formadas a partir dos reflexos desses ultrassons ou “ecos”. 

O ultrassom é particularmente interessante em crianças porque não é prejudicial.  

No entanto, nem sempre permite que o médico examine todos os tecidos. As ondas sonoras, por exemplo, mal passam pelo ar e pelos ossos.  

As partes do corpo localizadas atrás dos ossos ou em cavidades contendo ar são, portanto, difíceis de visualizar. A escolha de um ultrassom depende muito do que o médico precisa observar. 

Ressonância magnética 

A imagem por ressonância magnética usa um forte campo magnético e ondas de rádio para fornecer imagens do interior do corpo.  

Como o ultrassom, a ressonância magnética não usa radiação ionizante. É, portanto, uma alternativa ao TC para certos casos. 

E então, gostou de saber mais sobre as técnicas na radiologia mais utilizadas? 

Portanto, deixe o seu comentário abaixo, compartilhe esse post, e aproveite para conhecer todas as soluções oferecidas pela ICRX! 

Open chat
Atendimento Online!